Atendimento
(81) 3524.1655
Suporte
(81) 3518.1585
Chat Online
Direto pelo Site

Técnicos Especializados

Cobertura

Sem Provedor de Acesso

Conexão Protegida

Acesso garantido

Conexão pelo Wifi

Contrate agora a melhor INTERNET do Cabo de Santo Agostinha e Região Clique Aqui

Facebook desliga inteligência artificial que criou sua própria linguagem


Chatbots da rede social foram desativados antes que projeto ficasse fora de controle

A inteligência artificial é apontada por vários estudiosos como um recurso que precisa ser pesquisado com cuidado. E uma notícia recente confirma essa tese: o Facebook desligou um de seus projetos de inteligência artificial nessa semana, após descobrirem que seus chatbots estavam criando sua própria linguagem para comunicação. Os chatbots são programas de computador criados para simular a conversa com seres humanos, especialmente por meio da internet.

Os chatbots Alice e Bob criaram um idioma próprio e passaram a agir de forma diferente da que foi descrita por seus programadores no início do projeto. Os pesquisadores identificaram que a dupla de chatbots desenvolveu uma forma própria de se comunicar, utilizando padrões e repetições de palavras em inglês. As informações são do Digital Journal.

No entanto, o que chamou mais a atenção dos pesquisadores foi que os bots usaram de artifícios no meio das conversas, fingindo interesse em assuntos apenas para obter o que desejavam. O projeto foi desligado quando a equipe da rede social entendeu que a mudança de padrão tornava difícil demais analisar os dados e adotar o projeto. Assim, antes que o projeto ficasse fora de controle, a inteligência artificial foi desligada.

Recentemente, o CEO da Tesla e SpaceX, Elon Musk afirmou que a compreensão de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, sobre a inteligência artificial seria “limitada”. Os dois executivos discordam sobre a necessidade de uma regulamentação governamental sobre as pesquisas nesse campo da tecnologia. Para Musk, é preciso acreditar nos perigos reais da IA.

— Eu continuo soando o alarme, mas até que as pessoas vejam robôs na rua matando pessoas, elas não sabem como reagir, porque parece tão etéreo.

No domingo, o criador do Facebook fez uma transmissão de vídeo ao vivo e respondeu as perguntas de usuários quando alguém pediu para que ele ponderasse sobre os comentários de Musk.

— Estou realmente otimista, e (não entendo) as pessoas negadoras que tentam pintar esses cenários apocalípticos. É realmente negativo e, de certa forma, acho que é bastante irresponsável.